quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Cimento Queimado

Tradicional nas casas do interior do país, o piso de cimento queimado virou moda em todos os lugares graças a seu aspecto despojado. Bem-vindo na maioria dos ambientes -exceto nas áreas em contato com água, onde se torna escorregadio, ele é versátil e de fácil limpeza. O processo nada tem a ver com fogo e altas temperaturas, significa apenas polvilhar o cimento seco sobre a massa ainda úmida. Sua maior qualidade é o custo baixo: o tipo mais barato (só com cimento) equivale à faixa de preço das cerâmicas de segunda linha (as mais acessíveis); já a receita que leva pó xadrez ou pó de mármore tem o custo aproximado das cerâmicas.


Uma mão-de-obra competente é primordial na hora de escolher o cimento queimado como revestimento, pois um serviço de má qualidade, poderá trazer problemas como trincas, manchas e porosidades.



Principais cuidados

Proteção: pode ser feita com verniz, óleos hidrorrepelentes e ceras vendidos em lojas especializadas, como os três fabricantes acima. As reaplicações dos produtos variam conforme o tráfego de pessoas sobre o piso. A NS Brazil sugere, em geral, um intervalo de três semanas.

Manutenção: é possível lavar o piso com pano úmido, sabão em pó e desinfetantes diluídos. Evite água sanitária. "Algumas pessoaAdicionar imagems usam ácido muriático para tirar as manchas, mas ele corrói o piso", diz Alan Chu.


O piso de cimento queimado apareceu neste ano na Casa Cor RS 2010:


Esta foi a criação das arquitetas Mônica Russomano e Karen Haas para o Dormitório do Menino.


Bibliografia:

http://casamenteiras.com.br/2010/05/25/dormitorio-do-menino-casa-cor-rs/

http://www.casacor.com.br/rs/

Texto da cadeira de materiais de revestimento em 2010/1 , da professora e arquiteta Rosane Dariva Machado


Nenhum comentário:

Postar um comentário